sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Oração do procrastinador

Para homenagear a todos nós que deixamos para fazer as coisas sempre na última hora

(estou fazendo este texto no dia 24 de dezembro, à tarde, para poder dar aos meus leitores este presente de Natal que venho adiando desde o início do mês LOL),

publico esta oração do procrastinador (ou protelador, se preferirem, pois ainda não me decidi ehehehe), que é baseada no Procrastinator's Creed de Nigel H. Mendez (encontrei em um de meus livros didáticos de inglês; não é uma tradução literal, é uma adaptação ao nosso contexto cultural):

  1. Acredito que, se algo vale a pena ser feito, já deve ter sido feito.

  2. Nunca agirei rápido, exceto para evitar mais trabalho ou encontrar desculpas.

  3. Nunca iniciarei uma atividade sem antes passar uma eternidade ponderando-a.

  4. Cumprirei meus prazos na proporção direta dos danos físicos a mim causados se não o fizesse.

  5. Acredito fielmente que amanhã haverá novas tecnologias, grandes descobertas e certamente uma suspensão de minhas obrigações.

  6. Acredito piamente que todos os prazos são injustos, independente do tempo concedido para realizar as tarefas.

  7. Nunca esquecerei que a probabilidade de um milagre, mesmo que milionésima, nunca é zero.

  8. Se eu não conseguir imediatamente, sempre haverá mais um ano para isso.

  9. Sempre decidirei não decidir, a menos que, naturalmente, eu mude de ideia.

  10. Sempre iniciarei, começarei, darei o primeiro passo, e/ou escreverei a primeira palavra quando eu começar a abordar a questão.

  11. Obedeço a lei das desculpas inversas que diz que quanto maior a tarefa a ser feita, mais insignificante é o trabalho que precisa ser feito anteriormente para iniciar a tarefa maior.

  12. Eu sei que o ciclo do trabalho não é planejar, começar, terminar, mas esperar, planejar, planejar.

  13. Nunca deixarei para amanhã o que posso esquecer para sempre.

  14. Tornarei-me um membro da antiga Ordem das Tartarugas de Duas Cabeças (a Sociedade dos Procrastinadores), se algum dia elas conseguirem criá-la.

Nenhum comentário:

Postar um comentário