sábado, 20 de novembro de 2010

A Tecnomacumba de Rita Ribeiro

Há horas vinha namorando o último cd da Rita Ribeiro na Rádio UOL (confesso minha ignorância de não tê-la conhecido antes), e hoje, coincidentemente 20 de Novembro, Dia da Consciência Negra, assim, sem nem perceber que estava seguindo um caminho ligado a forças mais altas, decidi ouvir a música dela.

E qual não foi minha grande surpresa ao ouvir esta cantora maravilhosa cantando canções de arrepiar qualquer alma, negra, branca, índia, asiática, em qualquer mundo.

Só pra terem uma ideia, olhem as músicas que estão em seu cd/dvd Tecnomacumba.

Obviamente, também fui ao site dela, que tem sua biografia, discografia, agenda, e muito mais.

As canções:

Divino

Rita Ribeiro - Zeca Baleiro

Saudação / Abertura

domínio público - adaptação Rita Ribeiro - Jongui

Moça bonita

Jair Amorim - Evaldo Houveia

Domingo 23

Jorge Benjor

Cavaleiro de Aruanda

Tony Osanah

Babá Alapalá

Gilberto Gil

Xangô, o vencedor

Rui Maurity - José Jorge - J.B.de Carvalho

Oração ao tempo

Caetano Veloso

A deusa dos Orixás

Toninho - Romildo

Iansã - participação especial: Maria Bethânia

Caetano Veloso - Gilberto Gil

Rainha do mar

Dorival Caymmi

É D'Oxum

Gerônimo - Vevé Calazans

Coisa da antiga

Wilson Moreira - Nei Lopes

Cocada

Antonio Vieira - Pedro Giusti

Jurema

domínio público - adaptação Rita Ribeiro

Tambor de crioula

Junior - Oderban Oliveira

Canto para Oxalá / Oxalá novo remix

domínio público - adaptação Rita Ribeiro e DJ MAM

***

Vou inserir aqui a canção Cavaleiro de Aruanda, que eu gostava de ouvir quando criança, e naquela época eu não entendia nada, mas apreciava a melodia; eu não sabia que o Cavaleiro de Aruanda é Oxóssi (no sincrestismo brasileiro, Oxóssi é São Sebastião, no Rio de Janeiro, e São Jorge, na Bahia)!

Também vale a pena ler sobre a vida do autor da canção, um argentino que praticamente psicografou a letra da música, Tony Osanah.

Nenhum comentário:

Postar um comentário